Técnicas de Neuromarketing Para Você Aplicar no Seu Negócio

JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Recentemente, nós, do Mestre do Adwords, criamos um conteúdo completo explicando mais sobre o que é Neuromarketing e como ele funciona.

Devido ao alto interesse em pouco tempo sobre o assunto, nós resolvemos criar esse material para que de alguma forma complemente e forneça mais conhecimento em relação à área.

Se você ainda não leu o conteúdo sobre o funcionamento do Neuromarketing e nem tem um conhecimento básico sobre o assunto, sugerimos que leia, antes de aplicar as técnicas que vamos expor aqui. Ok?

Bem, apesar de ser, de modo geral, muito eficaz, o Neuromarketing reúne técnicas não tão uniformes.

Muita gente ainda discute sobre essa questão, em busca de tentar definir quais aplicações podem ser consideradas extraídas da base do Neuromarketing.

A razão para tal é muito simples: Há muitos que defendem que técnicas do Neuromarketing são somente aquelas que usam estudos que se utilizam de tecnologias científicas para descobrir qual será o comportamento do potencial cliente.

Considerando isso e algumas referências de obras literárias, como o livro “Como Influenciar a Mente do Consumidor: 100 Maneiras de Convencer os Consumidores com Técnicas de Neuromarketing”.

Nós reunimos algumas técnicas de Neuromarketing para você aplicar no seu negócio!

Vem com a gente e aproveite.

 

neuromarketing

 

Fale a Linguagem do Cérebro Reptiliano

Segundo o livro citado acima, esse setor do cérebro funciona no ser-humano evitando que haja dor, no aspecto de busca por sobrevivência.

Então, entre ter prazer e não sentir dor, ele sempre vai escolher a segunda opção.

Essa ação/reação na hora do consumo também acontece, impulsionando o potencial cliente no momento da tomada de decisão.

Basicamente essa característica mostra que não adianta uma marca simplesmente dar enfoque na qualidade do produto para atrair um público e gerar conversões.

É preciso, antes de tudo, falar a linguagem do cérebro reptiliano, ou seja, dialogar com a mais forte dor do potencial cliente. Criar ações de marketing que consigam esse objetivo.

Busque Oferecer Soluções para a Dor com Destaque

Se você precisa fala a linguagem do cérebro reptiliano, dialogando assim com a dor mais forte do seu público alvo, então, sem dúvidas, você precisa ter em mãos soluções que se encaixem nesse tipo de situação. Certo?

Uma ótima maneira de deixar clara a solução oferecida e o valor dela para o seu cliente é buscando o contraste, o destaque.

Isso porque o cérebro reptiliano capta muito rapidamente esse tipo de mensagem, o que o faz tomar decisões de modo mais simples e ágil.

Essa técnica é ao mesmo tempo muito eficaz e simples. Basta que você, através de mensagens objetivas e claras, demonstre ao seu público alvo como seu produto funciona, exemplificando o “antes e depois”, por exemplo.

Claro, evidenciar o destaque da sua solução em relação aos concorrentes também funciona muito bem.

Por exemplo:

  • Produto de fórmula exclusiva”.

Esta frase é vista pelo cérebro reptiliano como destaque, fazendo com que ele entenda o seu produto de maneira mais positiva em relação aos concorrentes.

Usar o vermelho para destacar algumas palavras como “Frete Grátis”, “Estoque Limitado” e outras que exalta e contrasta, adiciona à sua técnica o acionamento do gatilho mental de urgência.

Extremamente interessante para impulsionar o consumidor na tomada de decisões.

 

Técnicas-de-Neuromarketing

 

Captação por Imagens

Essa parte do cérebro é muito conhecida por ser básica, inclusive, no seu modo de entender as coisas que acontecem à sua volta.

Por estar ligado diretamente com a parte visual e realizar a aprendizagem de, apenas, algumas expressões, o reptiliano é muito mais persuadido e capturado pelas imagens.

Basicamente, isso nos diz que para conseguir estabelecer uma comunicação assertiva com ele, será necessário utilizar elementos mais visuais para transmitir a mensagem.

E considerando que essa parte do cérebro é quem decide se vai continuar prestando atenção no que você tem a dizer e assim acionar os outros setores é ela, então é imprescindível entregar valor dessa forma, com apelos visuais, mensagens simples e objetivas.

Atenção: As imagens escolhidas precisam transmitir o valor da sua proposta, transparecendo realidade, algo sólido e se possível que conecte-se com a situação vivida pelo alvo.

Trabalhe a Emoção para Acionar a Dor

O subconsciente é quem, geralmente, impulsiona o cérebro a tomar uma decisão.

E o subconsciente quase sempre é poderosamente acionado quando as emoções são trabalhadas.

Para impulsionar a ação de conversão, trabalhe a emoção para impulsionar o aumento da dor do seu potencial cliente.

Para tal, trabalhe com o senso de urgência, emergência e escassez, mostrando ao seu consumidor em potencial que se ele não agir rápido, ele poderá perder a grande oportunidade.

Fazendo isso você está praticando algo muito simples no Neuromarketing. Isso quer dizer, tonar forte o medo que as pessoas tem de perder algo.

Segundo estudos, de modo geral, os humanos tem mais medo de perder alguma coisa do que o desejo de ganhar.

 

Técnicas de Neuromarketing Para Você Aplicar no Seu Negócio

 

Aprenda a Aplicar os Gatilhos Mentais

Até aqui nós falamos bastante sobre gatilhos mentais, mas não pense que foi por acaso.

O motivo é que os gatilhos mentais são responsáveis por ativar emoções que, automaticamente, acionam setores psicológicos.

Estes setores são os capazes de predispor a pessoa a executar determinadas ações.

Segundo estudos, o cérebro de uma pessoa toma decisões, na maioria das vezes, por impulso. Considerando fatores acessíveis de modo “resumido”, ou melhor, nos atalhos do cérebro.

Então, isso quer dizer que se uma situação em que o ser humano precisa tomar uma decisão lhe der a sensação de reciprocidade, por exemplo, automaticamente ele torna-se mais inclinado a executar a ação.

Entre os principais gatilhos mentais, estão:

  • Reciprocidade
  • Escassez
  • Autoridade
  • Consistência
  • Prova Social
  • Afinidade

É muito importante que você aprenda a aplicar os gatilhos mentais de forma adequada e positiva.

Afinal, desse modo, você não só melhorará seus resultados, mas a experiência do seu cliente em relação à sua marca.

É isso! De modo geral, é extremamente imprescindível que você entenda que, independente, da técnica que você deseja aplicar no seu negócio, o foco será sempre o cliente, em satisfazê-lo, em entendê-lo, em ajudá-lo verdadeiramente ao apresentar soluções e, por fim, encantá-lo com tudo. Ok?

Esperamos ter lhe ajudado.

Ficou com alguma dúvida? Escreva para gente.

Desejamos-lhe sucesso sempre!

Forte Abraço.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

PARTICIPE DA PRÓXIMA TURMA DO CURSO MAIS COMPLETO SOBRE GOOGLE ADWORDS

Treinamento estratégico de tráfego e conversão

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Conteúdo Exclusivo
do Instagram