O que você Não deve fazer se o seu Objetivo é Vender Mais

JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

É muito comum vermos por aí, diversos materiais que contam como executar estratégias para aumentar o volume de vendas, aqui mesmo, no mestre do Adwords, eu pude entregar alguns materiais nesse sentido, mas hoje eu quero fazer um pouco diferente como o de costume.

No artigo de hoje, eu quero te mostrar o que você NÃO deve fazer, se o seu objetivo é vender mais.

Você pode querer me perguntar:

  • “Ah, Tiago! Porque você está falando sobre o que não fazer?”.

Acredito que falando sobre o assunto, eu consigo te mostrar claramente, não só práticas positivas que podem lhe levar a melhorar os resultados em vendas, mas também práticas que são negativas e você nem percebe.

Acompanha comigo…

 

O que você Não deve fazer se o seu Objetivo é Vender Mais

 

Você acha que aplicar técnicas positivas ao seu negócio, vai lhe entregar bons resultados, mesmo que você continue errando em diversas outras áreas?

Pode até ser que melhore sim em alguns aspectos, mas esses resultados não serão duradouros, pois em pouco tempo, eles serão derrubados pelas práticas negativas.

Sabe qual é o pior? Muita gente comete erros, sem saber que eles são erros. Nesse processo, acontecem diversos problemas, sem o profissional entender qual é o causador.

Pode ter certeza que essa constatação alarmante também foi um fator decisivo para que eu escrevesse esse conteúdo e disponibilizasse a você. Afinal, meu objetivo é lhe ajudar nessa jornada do mercado digital, trazendo dicas e sacadas que elevem o seu negócio de maneira extraordinária.

Pronto para começarmos? Então vamos juntos.

 

Vender Mais – Você Não Deve Fazer #1 Enviar Email Sem Parar

Com as diversas técnicas de email marketing apresentadas especialmente para o objetivo de vendas, um erro muito comum tem aparecido entre as mais diferentes marcas.

Você imagina qual seja esse erro? Tudo bem se não souber, eu te conto.

O erro se dá pelo fato dos profissionais não saberem dosar a quantidade de emails que enviam aos seus leads. Resultando em um problema fatal: Caixas de email lotadas de conteúdos sem relevância que acabam sendo sinalizadas como SPAM.

Não sei se é só comigo, mas quando estou conversando sobre o assunto, constantemente vejo pessoas questionarem qual seria o número ideal de envio de email por semana ou até por dia.

Eu faço questão de devolver a pergunta com outra, mais ou menos assim:

  • “Qual é a real necessidade do envio?”.

O que é mais interessante é que na maioria das vezes o profissional não sabe responder.

Para acabar com essa dúvida, de uma vez por todas, vamos esclarecer o seguinte: Não há quantidade ideal de emails a serem enviados. O que precisa existir é bom senso e objetividade.

Você precisa entender que o email é um meio de comunicação com o seu potencial cliente e por isso deve ser utilizado com cautela.

Responda-me:

  • Você gostaria de receber uma ligação a cada 30 minutos, sobre o mesmo assunto?

Tenho certeza que a sua resposta foi não, acertei? Então porque você faria isso com o seu cliente?

Para não cometer esse erro e perder vendas, antes de enviar um email, pense na necessidade e no objetivo dele. Só entre em contato se for importante ou se fizer parte da sua estratégia coerente de vendas.

Não importune o seu potencial cliente, caso contrário, você estará em breve, na lista de Spam.

 

O que você Não deve fazer se o seu Objetivo é Vender Mais.

 

Vender Mais – Você Não Deve Fazer #2 Empurrar o Produto/Serviço

Já foi o tempo em que ter uma boa estratégia de vendas significava empurrar o produto/serviço a qualquer custo.

Isso não funciona mais, graças a uma importante mudança no padrão de consumo em geral.

Os consumidores, atualmente, prezam por uma venda tranquila, onde o produto/serviço tem uma abordagem de solução, não de obrigatoriedade.

Se você quer vender mais, procure escutar o potencial cliente e, sobretudo, entendê-lo, antes de oferecer qualquer coisa.

Pode ter certeza que se você tentar empurrar algo de todas as formas, quase que instantaneamente você perderá a credibilidade, pois o seu prospect desconfiará da sua insistência e da sua abordagem.

Podemos dizer que o pensamento que generaliza esse processo é: “Coisas boas não são empurradas, são oferecidas como uma solução”.

Por isso, jamais tenha uma abordagem agressiva. Se coloque como uma pessoa que deseja ajudar.

 

Vender Mais – Você Não Deve Fazer #3 Criar Descontos a Cada Objeção

Se você me acompanha há algum tempo, talvez, já tenha visto alguns materiais que ensinam técnicas de vendas que utilizam descontos, bônus e brindes. Certo?

Esse tópico em questão não é para contradizer o que foi dito em outros conteúdos, muito pelo contrário, é para lhe dizer como não utilizar aquelas técnicas de maneira errada.

O que você precisa ter em mente é que os bônus e descontos são muito bem vistos pelo potencial consumidor, mas tudo tem um limite. Não adianta você criar um novo desconto, cada vez que o seu prospect lhe mostrar um motivo para não consumir de você.

Ao invés de convencê-lo, você desvalorizará seu produto ou serviço.

Os presentes são para agregar valor ao seu produto/serviço, incentivar o consumo e ainda ganhar o cliente através da entrega de vantagens especiais.

Se você se mostrar muito aberto a entregar descontos, só para fazê-lo comprar, isso gerará uma sensação negativa no potencial consumidor. Fazendo com que ele desconfie de suas reais intenções, da qualidade do que você oferece, entre outras coisas.

Tem um provérbio que diz: “Quando a esmola é demais, o santo desconfia”. E ele faz muito sentido nesse caso, portanto Atenção!

 

O que você Não deve fazer se o seu Objetivo é Vender Mais,

 

Vender Mais – Você Não Deve Fazer #4 Criar Mentiras a Favor da Venda

É muito comum ouvir do vendedor, coisas do tipo:

  • “Ah, só uma mentirinha para vender, não vai fazer mal”.
  • “Depois que comprar, já era”.
  • “O importante é vender, não importa como”.

Eu fico muito chateado de ouvir isso, afinal, nós estamos fazendo negócio com pessoas. Agindo assim, amanhã ou depois, também podemos cair em uma situação parecida, onde o cliente somos nós.

Tirando o lado pessoal e entrando, apenas, pelo lado profissional, eu posso lhe dizer que essa prática é totalmente prejudicial à saúde dos negócios. Sabe por quê?

Porque você até pode vender uma vez ajudado por aquela “mentirinha”, mas quando o cliente descobrir, ele NUNCA mais voltará a comprar de você e, pior, ele contará o ocorrido para todo mundo que ele puder.

Você sabe! A credibilidade não se constrói da noite para o dia, mas ela pode ser destruída em poucos segundos.

Por isso, tome cuidado com as mentirinhas a favor da venda. Isso pode acabar com o seu negócio em poucos minutos.

 

Vender Mais – Você Não Deve Fazer #5 Colocar Seu Negócio Alto Demais

Esse é um erro cometido por muitos negócios, por uma simples falta de interpretação de técnicas. Vou te explicar melhor:

Sempre que falamos sobre vender mais e técnicas para alcançar o objetivo, comentamos sobre a necessidade de destacar os benefícios do produto, os diferenciais positivos do negócio, a magnífica experiência proporcionada, entre outras coisas que mostram o seu negócio como a melhor opção de escolha para o usuário. Certo?

O problema é que ao lerem isso, os profissionais interpretam de uma maneira equivocada e colocam suas empresas em patamares tão elevados que acabam assustando o potencial cliente.

É isso mesmo! O prospect, ao analisar a empresa, acha que você está em um patamar muito acima do dele e, portanto ele não conseguirá ter condições de ser seu cliente.

Outra coisa que esse tipo de posicionamento pode trazer é um problema na comunicação, gerando falta de interesse por parte do usuário. Isso porque, o cliente valoriza informações relevantes sobre o universo que sua empresa se encontra, antes mesmo de pensar na solução em forma de produto ou serviço.

Quando você só foca no seu produto, serviços, sua empresa, marca, e o quanto você é poderoso no mercado, você não desperta o interesse do cliente em potencial. Segundo estudos, esse tipo de informação institucional pode distanciar o público alvo do seu negócio em 70%.

Você pode estar pensando: “Tiago, eu nunca posso falar da minha empresa?”.

Calma, não precisa ser radical! O que você precisa pensar quando for fazer um conteúdo para o seu público alvo é responder as seguintes perguntas:

  • “Em qual etapa do funil meu alvo se encontra?”.
  • “Quanto esse conteúdo será relevante para o meu público?”.
  • “Quanto esse conteúdo vai me ajudar a doutrinar o público e fazer com que ele siga em meu funil de vendas?”.

Pronto! Agora você conhece o que não deve fazer se o seu objetivo é vender mais. Alguma dúvida? Então entre em contato pelos comentários ou pelas redes sociais. Retornarei-lhe o mais rápido que eu conseguir.

Desejo-lhe sucesso sempre, a gente se vê por aí!

Forte Abraço.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

PARTICIPE DA PRÓXIMA TURMA DO CURSO MAIS COMPLETO SOBRE GOOGLE ADWORDS

Treinamento estratégico de tráfego e conversão

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Conteúdo Exclusivo
do Instagram