3 Lições de Jeff Bezos para Impulsionar o seu Negócio

JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Se você se interessa pelo mundo dos negócios, certamente já ouviu falar em Jeff Bezos.

No entanto, é possível que você ainda não saiba quais são os grandes feitos relacionados a esse nome tão conhecido e citado.

Por isso, pode estar se perguntando:

  • Por que ele teria propriedade para oferecer lições capazes de impulsionar o meu negócio?

Para quem não sabe, ele é um dos homens mais ricos do mundo, segundo a Forbes, estando à frente de nada menos que Bill Gates. Jeffrey Preston Jorgensen é um empresário de $100 bilhões de dólares!

A grande quantia financeira realmente chama a atenção, no entanto seus feitos para chegar a esse patamar, pode ser ainda mais interessante.

É que Bezos é o fundador, diretor e CEO da Amazon.com. Atualmente é também o nome por trás de um dos jornais mais famosos do mundo, o The Washington Post, adquirido em 2013.

Incrível, certo?

Então espere saber que o homem de $100 bilhões de dólares, recém-conquistados após a última Black Friday, é um dos maiores responsáveis pelas ações inovadoras e inteligentes aplicadas na Amazon.

Sim, o empresário, junto à sua equipe, transformou um pequeno e-commerce em uma das maiores varejistas do planeta.

Sem dúvidas, após saber disso, você ficou interessado em aprender com Jeff Bezos, certo?

Calma, não é preciso disputar uma vaga em uma palestra ou evento! Muito menos investir uma pequena fortuna para ter a chance de ouvi-lo por alguns minutos.

Nós, do Mestre do Adwords, reunimos 3 lições de Jeff Bezos para impulsionar o seu negócio.

Cada lição foi entregue pelo grande profissional, através de entrevistas, palestras, conteúdos e até mesmo conversas com outros executivos.

Confira tudo nesse conteúdo!

Aproveite!

Lições de Jeff Bezos para Impulsionar o seu Negócio.

Lição N˚ 1 de Jeff Bezos – O Cliente é o Foco da Empresa Sempre

Quem tem um negócio, sabe que nem sempre tudo sai como o esperado. Nós planejamos, traçamos metas, definimos objetivos e ações e, no final, tudo parece sair do trilho.

O pior é que um negócio sempre nos exige decisões. É necessário escolher entre o caminho A, B ou C, e as consequências nem sempre são claras.

Muitas vezes, na construção de estratégias e na execução delas, nos vemos envoltos por dilemas…

  • Garantir a margem de lucros ou satisfazer o desejo do cliente?
  • Conquistar os consumidores ou investidores?

É claro que o ideal seria conseguir aliar os dois. Mas já dizia um velho ditado:

  • É impossível agradar a gregos e troianos!

Traduzindo ao mundo dos negócios, isso quer dizer… Dificilmente as escolhas serão fáceis e quase sempre quando a decisão for tomada, desagradará um dos lados.

E aí é que surge outra grande questão:

  • Nessas ocasiões, qual caminho seguir? É melhor agradar a gregos ou troianos?

Segundo Jeff Bezos, sempre que haver a necessidade de escolher um lado, que este seja o que favorece o cliente em primeiro lugar.

Mesmo que você precise abdicar do seu benefício, abrindo mão dos lucros do seu negócio por um tempo.

Parece radical?

Bem, foi seguindo esse pensamento que Bezos garantiu a soberania da Amazon.

A explicação para tal é muito simples. Ele diz que se o seu negócio estiver sempre preocupado em satisfazer os consumidores, colocando-os como foco central, automaticamente as necessidades de outras áreas serão supridas.

Basicamente, quando você torna um consumidor satisfeito com a sua marca, ele retribui em ações que favorecem os lucros, os investidores, a própria empresa no geral.

Basta parar por alguns instantes para enxergar o quanto a história da Amazon traduz esse comportamento e pensamento de Bezos.

A gigante do varejo sempre priorizou melhorar questões que favorecessem a experiência do usuário, antes de aumentar seus lucros, por exemplo.

Lição N˚ 2 de Jeff Bezos – É preciso ter constância na inovação

A Amazon transpira inovação, concorda? A empresa está sempre inserida em um contexto de expansão, de atuação em novos setores, de pesquisa, descobertas.

E, claro, isso a faz crescer de forma absoluta!

Essa característica é mais uma entre tantas que transcendem a personalidade profissional de seu fundador.

A Amazon não é só uma gigante do varejo, ela é uma empresa envolvida com criação de dispositivos famosos e muito bem aceitos pelo mercado, como o Kindle.

Também lançou um servidor com mais de 100 mil usuários, destes, grandes nomes, como a Netflix.

E atualmente está desenvolvendo uma experiência com entregas através de drones, os famosos Octocopters, que chegarão aos destinos em 30 minutos logo após a efetivação do pagamento. Essa novidade deve começar a operar já no começo do ano que vem, 2019.

Uma verdadeira lição de que é preciso ter constância na inovação, caso queira impulsionar o seu negócio além dos limites!

Lições de Jeff Bezos para Impulsionar o seu Negócio..

Lição N˚ 3 de Jeff Bezos – Um Time Focado de Qualidade é Imprescindível

Não é novidade para ninguém que a Amazon é uma das empresas mais cobiçadas quando o assunto é ocupar um cargo.

Assim como na Google, a maioria das pessoas não pensaria duas vezes em aceitar uma oportunidade de trabalhar na companhia. Os motivos são bem claros!

No entanto, a dificuldade de conquistar um lugar no quadro de funcionários da marca é bastante alta e o motivo não é necessariamente a competividade pelas vagas.

A verdade é que Jeff Bezos, desde 1998, ainda no início da Amazon, sempre prezou por um time focado de qualidade. O CEO endereçou uma carta aos seus investidores dizendo que o padrão para contratações deveria ser alto, pois este era o único e mais importante componente para alcançar o sucesso.

Para tal, a ordem número um do processo de contratação, até hoje, é selecionar apenas os melhores, os mais inventivos.

Além dessas 3 lições reunidas nesse conteúdo, ainda há um ensinamento entregue pelo fundador da Amazon.com, que vale o destaque.

Ele diz que é imprescindível saber investir financeiramente. A inteligência nesse aspecto é ter a ciência exata da necessidade real de gastar dinheiro.

À frente da marca, ele mostrou que reduzir custos não deve ser uma meta exclusivamente dos gestores e executivos da companhia e sim de todos que fazem parte dela, inclusive, qualquer funcionário, independente do nível de seu cargo, que identificar a possibilidade. Essa atitude é parte da cultura empresarial da Amazon.

Há até mesmo um prêmio, chamado “Door Desk”, oferecido aos colaboradores que conseguem fazer essa identificação de forma relevante e aplicável.

Esperamos que tenha gostado do conteúdo!

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

PARTICIPE DA PRÓXIMA TURMA DO CURSO MAIS COMPLETO SOBRE GOOGLE ADWORDS

Treinamento estratégico de tráfego e conversão

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Conteúdo Exclusivo
do Instagram