ESTRATÉGIAS AVANÇADAS

Cadastre seu e-mail para receber dicas fantásticas de Google Adwords (GRÁTIS)
Cadastre seu e-mail para receber dicas fantásticas de Google Adwords (GRÁTIS)

Não consegue decifrar as dores da persona? – 3 etapas simples para desvendar

Sabemos que definir a persona é uma etapa essencial para o planejamento de um negócio.

Seja para lançar uma campanha de links patrocinados ou até mesmo posicionar a marca no mercado de atuação adequadamente, conhecer a persona ao qual essas ações se destinarão faz toda a diferença.

O problema é que nem sempre é simples descobrir todos os dados relevantes do comportamento desse usuário quanto potencial consumidor.

Atualmente, temos o auxílio de ferramentas e tecnologias que desvendam até com certa facilidade algumas dessas informações, como a faixa etária predominante do público, o gênero, localização.

Só que ainda é complexa a ação de decifrar as dores da persona, por exemplo, afinal, as variáveis são grandes.

Se você não consegue decifrar as dores da persona, não se culpe. Primeiro porque você não é o único, segundo porque essa ação demanda um pouco mais de experiência para que as amostras colhidas sejam contundentes.

Por saber dessa dificuldade, que não é minoritária entre os profissionais de marketing no mercado digital, nós, do Mestre do Adwords queremos ajudar.

Por isso, criamos esse conteúdo, pensando em você que não consegue decifrar as dores da persona.

A ideia é lhe revelar 3 etapas simples para desvendar esse ponto obscuro do seu público alvo de forma prática e assertiva.

Ficou interessado? Então vem com a gente!

O que é persona?

Buyer-Persona

Para que não haja dúvidas, precisamos deixar claro o que é a persona, pois dessa forma os equívocos nessa definição não têm chances.

Resumidamente, podemos dizer que a persona é o cliente ideal do seu negócio.

Quando você define a persona, ela representará o perfil do seu potencial cliente.

Esse perfil é constituído de dados e informações diretamente ligados à comportamentos que demonstram como ele pensa, o que ele sente, dores, necessidades, grau de instrução, localização, faixa etária, gênero e até mesmo assuntos que o interessam.

Todas essas informações e uma porção de outras têm relevância, justamente, porque em conjunto acabam enquadrando o usuário em um perfil de consumo.

Por exemplo:

  • João é do sexo masculino, é solteiro, tem 27 anos, mora em Brasília, é formado em relações internacionais e seu principais hobbies é viajar e ler livros sobre política e economia.
  • Mais reservado, João prefere ter poucos e bons amigos do que viver cercado de muitas pessoas. Seu sonho é viajar pelo mundo todo e formar uma família. Atualmente, ocupa o cargo de Diplomata.

Percebe que a partir desses dados é possível entender melhor como João se comporta como consumidor?

Então vamos em frente!

O que são as dores da persona?

dores-da-persona

Antes de qualquer coisa é importante você entender perfeitamente o que são as dores da persona.

Assim, não corre o risco de você estar procurando e captando informações erradas, concorda?

Bem, de forma básica, podemos dizer que as dores da persona podem significar tanto as necessidades dela ligadas ao seu negócio, produto, serviço, como também os desejos, sonhos e outras características que podem detectar o interesse do usuário e o categorizar dentro de um perfil que busca por determinado tipo de “solução”.

Utilizando o mesmo exemplo acima, podemos dizer que João poderia ter como dor:

  • Não ter viajado o mundo todo.
  • Não ter formado uma família.
  • Ter poucos amigos, quem sabe…(?)

Só que também poderíamos considerar que João:

  • Pode estar procurando livros mais relevantes sobre política e economia.
  • Uma maneira mais simples de planejar e organizar suas viagens.

Considerando que ele é um diplomata, formado em relações internacionais, ou seja, tem um grau de instrução mais elevado, essa persona tem um poder aquisitivo maior, podendo se interessar por itens de maior ticket. Como roupas e relógios de grife, por exemplo.

Provavelmente, ele também frequenta locais mais refinados, como restaurantes estrelados e hotéis luxuosos.

Óbvio, estamos falando de um exemplo e fazendo suposições. Embora só isso não baste, esse cenário deixa claro que todos os dados acabam se complementando quando trata-se da definição de uma persona.

Certo?

Para sair dessas suposições e tornar as informações validadas, você pode adotar ações simples e eficazes.

A primeira é captar as informações bases, como a idade, o gênero, localização e outras mais simples que o uso básico do Analytics já pode oferecer.

Depois, você pode se aprofundar nessa persona. Descubra como fazer isso à seguir.

Faça uma pesquisa direta

decifrar-as-dores-da-persona

Você há de convir que para obter respostas confiáveis e mais próximas da realidade, nada melhor do que perguntar diretamente ao alvo. Não é verdade?

Atualmente já existem diversas ferramentas capazes de facilitar que você faça uma pesquisa direta com seu público alvo. Uma delas é o Google Forms.

Para ter o melhor resultado, prepare-se antes!

Como dissemos, procure obter as informações básicas da sua persona antecipadamente.

Depois, pense em quais as respostas você gostaria de obter. Uma vez definidas comece a criar perguntas capazes de lhe trazer esses retornos.

Lembre-se! Você deve ser o mais claro possível para que na hora de responder a pesquisa os usuários não interpretem as questões de forma equivocada, o que comprometeria a sua amostra.

O indicado é que você formule em média 6 ou 7 perguntas nesse questionário.

Esses questionamentos podem mesclar um pouco as áreas, abordando, por exemplo, perguntas sobre o que o usuário gosta de fazer até

A ideia é desvendar de forma mais completa como esse potencial consumidor pensa, sente, como e o que vê, o que ouve, o que faz e o que fala.

Dentro de cada uma dessas categorias, você pode elaborar uma pergunta.

Por exemplo:

  • Pensa: Quais são suas principais preocupações? O que você pensa de X ou Y? Como você se vê no futuro?
  • Sente: Como você se definiria agora? (Triste/Feliz/Entusiasmado)
  • Como vê: Você assiste TV? Escuta rádio? Tem redes sociais?
  • O que vê: Quais tipos de conteúdo você consome no dia a dia? (Quais livros, sites, revistas, jornais).
  • O que ouve: Você escuta rádio? É assinante em canais no Youtube? Quais?
  • O que faz: Quais são seus hobbys? Com o que trabalha?
  • O que fala: Quais são os assuntos que mais tem afinidade? Tem canais de comunicação próprio como perfis em redes sociais ou blog?

Não deixe de fazer as perguntas diretas:

  • Qual é o maior problema que você enfrenta hoje?
  • O que você precisa para ser mais feliz?
  • Qual seria a solução perfeita para realizar o seu sonho e acabar com as suas dores?

Promova sua pesquisa

Agora que você tem o formulário montado, chegou a hora de torná-lo visível às pessoas que lhe interessa.

Há diversas opções para conseguir atingir o objetivo, como, por exemplo, enviar a pesquisa via e-mail marketing ou ainda promovê-lo nas redes sociais.

Procure entender quais das opções disponíveis está mais perto de atingir o público alvo correto para essa ação.

Se for criar um anúncio, enfoque na ação de conversão, que é responder o questionário.

Você até pode criar um anúncio no Facebook, por exemplo, com o link do próprio Google Forms.

Para colher informações confiáveis, deixe a campanha ser exibida por alguns dias e, claro, segmente o público com cuidado.

Analise as métricas

A sua campanha terminou, correto? Então chegou a hora de analisar as métricas, ou seja, as respostas que você recebeu por meio dos formulários.

Esse é um momento de muita atenção e cuidado, pois você precisará compatibilizar cada resposta e identificar os padrões.

Não tenha pressa, revise se precisar.

Fazendo essas etapas simples, sem dúvidas, você conseguirá além de decifrar as dores da persona, melhorar os seus resultados.

Dúvidas? Escreva para nós!

Forte Abraço.

DESCUBRA OS SEGREDOS DO ADWORDS

Cadastre-se para receber novos conteúdos do meu Blog!

Mestre do Adwords © Todos os Direitos Reservados - 2015 | Desenvolvido por  Blueberry - Soluções Digitais

VOCÊ GOSTARIA DE REDUZIR EM ATÉ 70% SEUS CUSTOS NO GOOGLE ADWORDS
Preencha seus dados abaixo:
MUITO OBRIGADO!
Seu e-mail está sendo enviado, nós lhe enviaremos o link do ebook em poucos minutos.
Voltar ao blog
VOCÊ GOSTARIA DE REDUZIR EM ATÉ 70% SEUS CUSTOS NO GOOGLE ADWORDS
Preencha seus dados abaixo:
MUITO OBRIGADO!
Seu e-mail está sendo enviado, nós lhe enviaremos o link do ebook em poucos minutos.
Voltar ao blog