ESTRATÉGIAS AVANÇADAS

Cadastre seu e-mail para receber dicas fantásticas de Google Adwords (GRÁTIS)
Cadastre seu e-mail para receber dicas fantásticas de Google Adwords (GRÁTIS)

Como começar um negócio em um local com poucos habitantes?

Há quem diga que mercados com menor número de população, como cidades pequenas e afastadas de grandes centros são os melhores polos para abrir negócios.

Isso porque, por serem, “menos desenvolvidas”, acabam guardando muitas oportunidades e nichos inexplorados, com menor concorrência de modo geral.

Por outro lado, há especialistas e profissionais que desanimam quando um cenário como esse é apresentado.

A justificativa é que as chances de conseguir atingir o público certo torna-se improvável ou bastante reduzida.

Afinal, trata-se de uma população geral já bem pequena, além de um mercado não muito desbravado, gerando instabilidade quanto aos dados provenientes de práticas já utilizadas no setor.

  • E agora? Quem está certo?

É complicado, realmente, saber se vale a pena ou não começar um negócio em um local com poucos habitantes, mas não é impossível e, tem mais, para essa questão, cada caso é um caso, literalmente.

Como quase tudo no mundo corporativo, não existe uma regra ou uma fórmula mágica que permite responder se um negócio vai prosperar ou não em um local com poucos habitantes, mas há algumas dicas que podem lhe dar, ao menos, pistas. Sabia?

É o que nós, do Mestre do Adwords, queremos lhe mostrar nesse conteúdo!

A seguir, você verá como começar um negócio em um local com poucos habitantes através de aplicações simples.

Vem com a gente?

 

começar um negócio em um local

 

#1 – Você já tem uma ideia consolidada?

Pode ser que você já tenha uma ideia concreta sobre qual tipo de negócio quer abrir, mas você precisa saber que em um local com poucos habitantes, alguns setores tem mais chances de prosperar do que outros.

É por isso, que nós criamos esse tópico, pois caso você não tenha uma ideia específica de negócio, você pode ter uma dimensão do que pode dar certo.

E claro, caso você já a tenha, saberá se o caminho será mais simples ou mais complexo e se, sobretudo, vale a pena transformar a ideia inicial…

Óbvio, você não deve mudar de ideia só porque algo que você não tem afinidade apresenta melhores perspectivas, o intuito aqui é lhe dar um norte sobre esse tipo de mercado, ok?

Logo de início, podemos dizer que setores básicos, quase sempre tem chances aumentadas de ter bons retornos e aderência, como o de alimentos, beleza e bem-estar, moda, franquias em geral, além do mercado de serviços voltados à concertos nos mais variados nichos, de carros à roupas.

O que você precisa considerar aqui, para saber exatamente em qual ramificação apostar, é como o público local se comporta frente ao consumo.

 

home_office

 

#2 – Estude o mercado local

Se você está pensando em começar um negócio em um local com poucos habitantes, provavelmente, a sua preocupação é quanto à aceitação. Certo?

Só que é muito importante você verificar alguns outros pontos, além da possibilidade de aderência à sua ideia.

Antes de qualquer coisa, de iniciar a implementação da ideia para que ela comece a parecer um negócio real, você precisa estudar o mercado local.

Não é preciso ficar assustado, principalmente, se você já tem experiência com outros negócios, projetos e tudo mais desse universo.

Na realidade, esse estudo vai se parecer e muito com o estudo de mercado que se faz para projetos específicos, de nichos de mercado, por exemplo.

A diferença é que você estudará os hábitos da população local e, posteriormente, o mercado local, visando encontrar o seu público.

A primeira coisa é verificar se as população do local enxerga sua ideia como uma solução indispensável.

Caso contrário, é melhor repensar, pois como estamos falando de um público reduzido e que pouco se modifica, seguir em frente pode significar um fracasso quase que instantâneo.

Na hora da pesquisa, foque em responder as seguintes perguntas:

  • Quais são os déficits no mercado local?
  • Qual solução pode suprir as necessidades mais urgentes dessa população?
  • Qual a idade média da população?
  • Há mais homens ou mulheres nesse local?
  • Quais são os principais alvos de consumo?
  • Quais comportamentos podem definir esse público?

Entre outras que podem lhe ajudar a traçar uma persona da região.

Outra coisa que pode ajudar é fazer uma pesquisa em loco, diretamente com o comércio local e habitantes…

E claro, não se esqueça de conferir se já existe um mercado movimentado para a sua ideia nesse local ou se ela abriria um novo setor.

Caso já tenha, olhe para seus concorrentes e tente identificar possíveis falhas nas soluções disponibilizadas por eles.

Sem dúvidas, essa descoberta pode ser o seu diferencial posteriormente, ou até mesmo a informação que faltava para que a sua proposta se torne mais convidativa ao público.

 

negócio em um local

 

#3 – Seu plano de negócio é viável para esse cenário?

Pode ser que depois de realizar o estudo do mercado local, você descubra que a sua ideia de começar um negócio é simplesmente sensacional.

Afinal, ele se encaixa perfeitamente nas necessidades do público, inclusive, não há tanta concorrência qualitativa…

Então, nesse momento, sua cabeça não para de te mandar a seguinte mensagem:

  • Hey, está esperando o que para começar a se mexer? Investe logo!”.

Só que não é bem assim, você pode estar prestes a cair em uma armadilha do seu entusiasmo.

Antes de sair por aí implementando tudo, você precisa saber se o seu plano de negócios é viável dentro desse cenário.

O que queremos dizer é que não adianta prever crescimento de 20% ao mês, se o mercado não suporta toda essa expectativa.

Assim como qualquer mercado, esse necessita de planejamento, nesse caso, de maneira ainda mais cuidadosa, porque qualquer deslize pode culminar no fechamento de portas.

Quando trata-se de investimento é imensamente importante que você verifique as perspectivas reais de crescimento e retorno.

Lembre-se que, na maioria das vezes, negócios que iniciam em um mercado saturado não tem tanto potencial, concorda?

Não adianta começar com tudo e estagnar em 6 meses, isso só fará com que você resista até ter que desistir em algum momento ou até a próxima solução mais atraente.

Então, para ter mais segurança não só no início, mas também no desenvolvimento à médio e longo prazo no seu negócio, comece realizando testes, sem nada muito grandioso.

Apresente um “produto beta” ao público, utilize seu estudo de mercado e público para traçar perspectivas reais e adéque suas ações à elas.

O início pode ser o momento mais difícil, de vencer barreiras, de testar, inovar, reinventar e descobrir se, na prática, os estudos se confirmam.

Lembre-se, lucros são consequências de um trabalho bem feito e reconhecido pelo público alvo.

Por isso, ele quase sempre, demora um pouco para aparecer, tenha paciência, dedicação e persistência e, claro, esteja sempre aberto para possíveis alterações e aperfeiçoamentos ao longo da jornada!

É isso! Esperamos que tenha gostado. Ficou alguma dúvida? Então mande sua pergunta para nós.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê por aí!

Forte Abraço.

DESCUBRA OS SEGREDOS DO ADWORDS

Cadastre-se para receber novos conteúdos do meu Blog!

Mestre do Adwords © Todos os Direitos Reservados - 2015 | Desenvolvido por  Blueberry - Soluções Digitais

VOCÊ GOSTARIA DE REDUZIR EM ATÉ 70% SEUS CUSTOS NO GOOGLE ADWORDS
Preencha seus dados abaixo:
MUITO OBRIGADO!
Seu e-mail está sendo enviado, nós lhe enviaremos o link do ebook em poucos minutos.
Voltar ao blog
VOCÊ GOSTARIA DE REDUZIR EM ATÉ 70% SEUS CUSTOS NO GOOGLE ADWORDS
Preencha seus dados abaixo:
MUITO OBRIGADO!
Seu e-mail está sendo enviado, nós lhe enviaremos o link do ebook em poucos minutos.
Voltar ao blog